COVID-19: entenda a importância do uso correto de EPI’s.

A importância dos EPI's contra o COVID-19

O novo Coronavírus que está causando uma verdadeira crise mundial, faz com que algumas rotinas, principalmente de segurança, sejam modificadas. Na área da saúde, o uso dos EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) foi intensificado.

Segundo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), os profissionais de saúde expostos a pacientes suspeitos de contaminação pelo Coronavírus devem utilizar respirador do tipo N95 (com certificação NIOSH), PFF2 (com certificação europeia) ou equivalente, para se proteger.

Aqui no Brasil, também há especificações divulgadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que devem ser seguidas. Descubra quais são e veja porque os EPI’s são tão importantes, principalmente neste momento.

Porque o uso de EPI’s se tornou tão importante em meio à pandemia.

A utilização de Equipamentos de Proteção Individual é fundamental para pessoas que estão expostas a ambientes de contaminação. Isso porque ao utilizar máscaras, luvas e até mesmo roupas especiais, é criada uma barreira de proteção que impede a passagem do vírus à pessoa.

Em geral, as pessoas que precisam fazer o uso de EPI’s são:

  • Profissionais de saúde que prestam assistência direta ao paciente, além de profissionais designados para triagem de casos suspeitos;
  • Pessoas que tenham contato a uma distância a menos de um metro de pessoas suspeitas ou confirmadas da infecção, como profissionais de limpeza, nutricionistas, entre outros;
  • Profissionais de laboratório;
  • Familiares e visitantes que tenham contato com o paciente;
  • Profissionais de saúde que executam o procedimento de verificação de óbito.

EPI’s mais utilizados durante a pandemia do Coronavírus.

  • Máscara cirúrgica:

Um equipamento quase que obrigatório, pois evita a contaminação por gotículas respiratórias quando se faz necessária a aproximação inferior a um metro de distância. Esse equipamento deve ser descartado logo após seu uso.

  • Máscara de proteção respiratória (N95):

Recomendado para profissionais que vão atuar em procedimentos com risco de geração de aerossol nos pacientes suspeitos ou confirmados com Coronavírus. A máscara é de uso individual e para ser eficiente, deve ser ajustada corretamente à face.

  • Luvas:

O uso das luvas é indicado em todos os procedimentos, sejam cirúrgicos ou não. No entanto, quando o procedimento a ser realizado exigir técnica asséptica deve ser utilizado luvas estéreis. 

  • Protetor ocular ou protetor de face:

Utilizado em casos de exposição a respingos de sangue, secreções corporais e excreções. É um EPI de uso exclusivo, e após seu uso deve ser feito o processo de limpeza com água, sabão e desinfecção.

  • Capote ou avental:

Utilizado durante toda a manipulação do paciente suspeito ou confirmado. Esse EPI evita a contaminação da pele e roupa do profissional. Por isso, deve ser confeccionado com mangas longas, punho de malha ou elástico com abertura posterior.

Este avental deve ser removido logo após a realização do procedimento e a recomendação é que seja, preferencialmente, descartável.

A Ideal Work também apoia todas as ações de prevenção e combate ao Coronavírus. Nesse momento difícil, nós aplaudimos todos os profissionais que estão na linha de frente dessa luta árdua para eliminar a doença. 

1 Comentário. Deixe novo

  • Luiz Cláudio
    2 de abril de 2020 18:53

    Muito relevante o que foi apresentado por está grande empresa, que pela qual sou consumidor final. Pergunto o que esta empresa está fazendo junto ao governo Bolsonaro para minimizar tal situação?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu